Sempre adorei fotografar. Van Gogh disse que os olhos das pessoas tem uma energia que as catedrais não tem. E quem sabe por isto, sempre amei fazer retratos. Venho estudando como fotografar rostos há décadas. Onde está a beleza? É a pergunta que não cala…

Sou Engenheiro Agrônomo. Trabalhei e morei 20 anos no campo, plantando e criando animais. Mas a paixão pela fotografia não descansava. Um dia virei fotógrafo profissional. Os amigos eram do Agro e comecei fotografando fazendas, gado e cavalos. Fotografei mais de 200 leilões de gado de elite nos quatro cantos do Brasil. Virei um especialista. Foi nestes leilões de luxo que aprendi a lidar com as luzes difíceis. Palcos muito claros e plateias muito escuras.

Aprendi que só registrar quem estava presente no evento era muito pouco. Era preciso captar a energia boa e a beleza. As fotos dos eventos têm que levar uma clara mensagem subliminar de sucesso. Isto foi o que sempre busquei – mostrar que foi ótimo estar lá! Mostrar que quem não foi perdeu uma baita festa.

Estudo fotografia todos os dias. Tenho obsessão por qualidade. E todo este texto foi para dizer que por trás de um clique perfeito, às vezes de menos de um segundo, pode haver uma vida inteira de amor e dedicação à arte da fotografia.

Na foto ao lado, minha amiga Juliana Mendes.

Zezinho Peres
27/fev/2019.

error: Conteúdo protegido.